NOVA AUTORA: Só juntei poesia com programação!

Olá fofuras!

Acho que vocês perceberam que o blog está de carinho nova né!? Curtiram? Pois é! Ele vai passar por uma reforma em vários sentidos! Como por exemplo teremos novas autoras regulares chegando por aqui!

A primeira a se apresentar é a incrível Soraya que, de um jeito incrível juntou poesia e programação! Tem como não amar!? Bom, aí vai a apresentação dessa grande mulher na computação!

Escrever e programar pode ser loucura para alguns quando se pensa em cada uma delas separado, mas e quando juntamos as duas? Pois bem, eu gostaria por meio dessas linhas que-bra-das contar um pouquinho da loucura mais fantástica que já fiz em minha vida: juntar poesia com programação.

Então, a escrita surgiu em minha vida em um momento não muito legal, pois quando tinha 7 anos de idade,2003, sofri bullying por parte da minha professora, visto que eu tinha muita dificuldade em escrever produções textuais e fazer as interpretações das que a Docente passava para a turma. Assim, para ela eu era apenas uma “menina burra que mal sabe escrever um texto” ;“atraso social”. Mas enfim, passei 2003 e 2004 longe do ambiente escolar e realmente para todos, menos para mim, parecia que eu tinha desistido de tudo, todavia meu sonho de lançar um livro, de ajudar a outras garotas e de aprender ao menos a digitar meu nome em um computador, que naquela época era algo impossível de ter em minha casa, se manteve vivo.

Pois bem, apesar de estar longe da sala de aula, comecei a ler livros de poesias de Vinicius de Morais, Cecilia Meireles, algumas prosas de Monteiro Lobato e alguns autores internacionais. Ademais, tentava escrever em um caderno pequenas histórias, também entrei em um curso de informática, porque achava aquilo muito lindo, aquelas letrinhas surgindo na tela, a rapidez com que as pessoas conseguiam digitar e o barulho desse atrito me deixava ainda mais empolgada.

Os anos foram se passando e eu continuei lendo e tentando escrever algo melhor, porém não sabia qual realmente era o gênero que poderia encaixar meus textos e só em 2012, ao começar o curso de Informática Integrado pelo IFRN-CAICÓ, descobri a crônica e o poema como forma de expressar todos os meus pensamentos. Com isso, impulsionada por dois professores de Português, Tacicleide Dantas e Felipe Garcia, passei a ler mais sobre poemas e crônicas, vida de autores, estilo, ou seja, me dedicar a essa tarefa e juntar poema e prosa passou a ser meu foco.

Todavia, ultimamente tenho escrito mais poemas do que crônicas. Um dos fatores que contribuiu para isso foi porque vi uma estreita relação entre a programação e a poesia. Não só no ritmo, mas também na estrutura, um exemplo é a quebra de linha presente na programação que também existe no poema e é responsável por formar o verso.

Depois de tudo isso, iniciei os escritos e meu primeiro poema foi o “Algoritmo”, ele foi feito entre o término de uma aula de introdução a Lógica e Algoritmo e o início de uma de Português. Ademais, logo pensei em expandir os poemas e começar a falar sobre a mulher neste Meio Técnico-Cientifico-Informacional. A mulher que acima de tudo é independente e que sabe muito bem lutar pelos seus sonhos e Direitos não só dela, mas das demais.

Neste emaranhado todo, acabei escrevendo, aprendendo mais do que digitar meu nome no computador, já que aprendi a fazer programas para essas máquinas, simples, mas já é um começo para uma técnica em Informática, além de incentivar outras garotas a escreverem, porém ainda não consegui lançar um livro, mas já tenho o reconhecimento de quem tanto esperava na minha infância: o reconhecimento dos meus professores.

Portanto, meninas, sempre digo: não há coisa melhor do que mostrar nossas histórias e não desistir de nós mesmas, porque a partir delas começamos a motivar diversas outras. Por isso, não devemos ter medo de escrever, só porque algum professor ou conhecido disse que você nunca vai ser boa nisso. Escrevam e mostrem que isso é possível! Não devemos ter medo de programar, só porque tiramos uma nota ruim em uma disciplina ou porque te disseram que isso não é coisa de menina. Programem e mostrem que isso é possível! Se ainda assim, continuarem dizendo que esse papo de estimular outras meninas a mostrarem suas histórias, escrever e programar é ridículo, juntem tudo isso e mostrem que é possível!

[S.R.]

beeeeijos! E deixem nos comentários o que acharam do novo look do blog!

PS.: Se vocês também quiserem se tornar autoras regulares escrevam para camila@mulheresnacomputacao.com

3 comentários sobre “NOVA AUTORA: Só juntei poesia com programação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s