Betway mostra como criar um servidor de GTA

Sabia que GTA RP é mais do que um jogo? Conheça esse mercado

Imagem de Geralt em Pixabay

Investir na tecnologia, atualmente, é uma das apostas mais certeiras, já que o público nas diferentes plataformas não para de crescer. O que muitos ainda não sabem é do poder do universo gamer que, além de divertir, também pode render ganhos. 

De acordo com o site de apostas bets, uma das tendências que mais está crescendo é a do GTA RP, ou seja, um tipo de GTA que permite aos jogadores interpretarem personagens. O popular The Sims é um exemplo dessa modalidade, porém, ele não está sozinho. 

Quem gosta de games e tecnologia pode se aventurar a construir o próprio servidor, isto é, um universo de RP (Roleplay). Famosos como Anitta, Travis Scott e Lebron James já estão investindo nesse novo nicho. Saiba como fazer para criar um servidor e como ele pode gerar dinheiro!

Investimento pode chegar a R$ 20 mil 

A Betway realizou um levantamento sobre o mercado de GTA RP e descobriu dados surpreendentes. Para criar as próprias experiências, ou seja, ter um servidor é necessário desembolsar cerca de R$ 20 mil. 

O valor cobre a equipe de profissionais que será responsável pela produção – incluindo desenvolvedores e administradores – e a hospedagem. Existe a possibilidade de pagar bem menos do que isso, no entanto, os recursos são limitados e a interação pode ser feita com um grupo de amigos, não o público em geral. 

O que torna o investimento alto é que o foco do GTA RP é ser disponibilizado para um grande número de pessoas. Porém, quanto maior for o público jogando simultaneamente, mais robusta precisa ser a plataforma. Caso contrário, o sistema ficará instável, da mesma forma que um site que recebe muitas visitas sem estar preparado. 

O que é preciso para criar um servidor GTA RP 

Segundo o levantamento da Betway, os custos no servidor GTA RP podem compensar. Tanto que já há várias empresas interessadas nesse mercado, como iFood, Brahma e Banco do Brasil, que anunciaram na plataforma. Ainda que o valor inicial não seja tão baixo, ele pode ser revertido de três maneiras: moeda local (no caso do Brasil, em reais), publicidade e comércio de NFT (uma espécie de certificado digital). 

O aplicativo de delivery iFood, por exemplo, usou o GTA RP para proporcionar aos consumidores a experiência de um entregador. Ao fazer isso, a marca se destaca por se mostrar conectada às tendências e ainda faz propaganda dos serviços. Ou seja, assim como a televisão e o rádio fizeram há décadas, os jogos se tornaram um meio de divulgação de propaganda. 

Não é à toa que grandes personalidades, como a cantora Anitta e o jogador Lebron James também estão no GTA RP. Mas, o mais interessante é que, mesmo não sendo uma celebridade, é possível entrar para esse mercado que, além de divertido, pode ser lucrativo. 

Para criar um servidor, é necessário pensar nos seguintes aspectos: 

  • Proposta: o GTA RP será competitivo como o PVP ou de entretenimento como o The Sims. Esse é o primeiro ponto;
  • Mapa: dele deve ser modificado, e pode ser alterado do zero ou a partir de uma base; 
  • Hospedagem: é o que garantirá o tamanho do público. É importante observar quantas pessoas a hospedagem suporta que participem simultaneamente; 
  • Estratégia: definição do que será necessário para que as pessoas participem da plataforma. 

Como se percebe, não é tão simples entrar para o mercado do GTA RP. No entanto, é possível atuar mais como um estrategista de jogo do que um programador. Os interessados podem contratar uma equipe para montar o servidor e ficarem no conceito por trás do jogo. O importante é saber vender o sistema criado, afinal, há várias marcas de olho nesse nicho.

Geração Tech BTG É PARA VOCÊ!

Pessoal, foca nessa oportunidade incrível DE VERDADE: Você conhece o Geração Tech BTG??? É um programa que recruta, contrata e desenvolve pessoas com até 3 anos de formados para diversas áreas de tecnologia do BTG, que é o maior banco de investimentos da América Latina.

As inscrições do processo seletivo estão abertas somente até terça-feira que vem, dia 21/09.

São várias oportunidades de atuação, desde áreas de Software Engineer, Security Office, Infrastructure e Data Analytics até áreas com tecnologias como Serverless, Cloud, Kotlin, .Net Core, Github, Python, Javascript, AWS, Kubernetes, Devops, Flutter, React native, Tiobe Index. Bom demais, né!?

O processo seletivo do Geração Tech BTG também tem uma etapa muito legal! Depois de se inscrever, você vai passar por um desafio gameficado – como se fosse um game mesmo. Legal, né? A ideia é que, ao invés de passar por testes online, você resolva desafios construídos pelo próprio time de tecnologia do BTG! Uma oportunidade de desenvolver habilidades em variadas tecnologias, além de concluir uma das etapas do processo seletivo do Geração Tech BTG. Neste desafio serão explorados conceitos básicos da área, então não se preocupe em ser um expert em TI (ainda).

Para conhecermos mais o BTG, olha que massa: são mais de 3,5k de funcionários BTG, um time de alta qualidade para solucionar importantes desafios, e com a missão de ampliar a área de tecnologia ainda mais. Para isso, investem em tudo que há de mais novo no mercado. Trabalham com times ágeis, DevOps com integração contínua, automação de deploy e automação de testes, além do desenvolvimento ser direcionado para arquitetura multicloud. Você vai ter proximidade com o negócio e abertura para trazer novas ideias e soluções! Liberdade para pesquisar e implementar novas linguagens, novos padrões de desenvolvimento e metodologias. Além de tudo isso, eles possuem o Comitê de Diversidade e Inclusão do BTG Pactual que tem como propósito e principal objetivo assegurar um ambiente de trabalho mais inclusivo e diverso, onde talentos se sintam à vontade para desenvolver seu potencial máximo, sem preocupação com rótulos e respeitando nosso modelo meritocrático. Para eles, a diversidade e inclusão no ambiente de trabalho, além de gerar um impacto positivo nos colaboradores e colaboradoras, torna o BTG Pactual mais atrativo para TODAS AS PESSOAS!!!


Então, fica a grande dica e, corre, viu… porque o período das inscrições já está chegando ao fim e é uma oportunidade de ouro! Vaaaai! >> https://jobs.kenoby.com/geracaobtg

Como ser encontrada por recrutadores da área de TI

Ao invés de buscar vagas de trabalho, que tal ser encontrada por elas? Descubra o que fazer para entrar na mira dos recrutadores da área de TI.

Uma das maiores características da área de tecnologia é a forma como as atividades são desenvolvidas, em sua maioria, online. Isso inclui o processo de recrutamento, que hoje é feito pelas empresas com o auxílio da internet.

Mas saiba que somente manter um perfil em sites de recrutamento não é suficiente. Existem algumas dicas que você pode seguir para ser encontrada por recrutadores da área de TI com facilidade.

Dessa forma, ao invés de pesquisar por novas oportunidades de trabalho, as vagas que chegam até você! 

Construa um perfil profissional 

Para muitas empresas, o LinkedIn é a principal ferramenta para localizar potenciais candidatos a vagas de trabalho.

Porém, somente criar um perfil e carregar com informações básicas não é suficiente para ter destaque por aqui: é preciso se dedicar para montar uma página bem completa!

Para começar, um dos principais critérios do LinkedIn para que você apareça em buscas de recrutadores é o quão completo está o seu perfil. Por isso, procure preencher todos os espaços da plataforma.

Nesse sentido, vale reservar um tempo para descrever suas experiências de trabalho anteriores, inserir amostras do seu trabalho e colocar uma foto no perfil.

Lembre-se ainda de criar um resumo que fale um pouco sobre você, sobre o que você gosta de fazer no trabalho e como isso impacta o funcionamento do time ou a realização de uma tarefa.

Quanto mais detalhista você for ao construir seu perfil no LinkedIn, maiores são as chances de ser encontrada por recrutadores da área de TI.

Um site para chamar de seu

Outra forma de colocar o seu nome no “mapa” é contar com um site pessoal, onde você poderá compartilhar alguns de seus trabalhos, conteúdos que você considera interessantes e outras informações.

De acordo com a plataforma Zyro, os sites são ideais para transmitir uma ideia sobre quem você é, seus interesses e o que você tem a oferecer. 

Para deixar tudo mais simples, hoje é possível fazer um site pessoal com facilidade, em plataformas que possuem uma estrutura básica para que você construa uma página arrastando e editando elementos.

A própria plataforma Zyro apresenta essa funcionalidade. Com uma série de templates disponíveis, para que o usuário personalize de acordo com suas preferências. 

Imagem: Weblink

Além disso, a Zyro ainda possui uma ferramenta de SEO, para que suas páginas sigam os critérios de buscas do Google.

Ao montar um site pessoal, você pode criar seções para falar sobre sua trajetória profissional, apresentar portfólio e até criar um blog para compartilhar experiências. 

Atualização das redes sociais

Quando falamos em ser encontrada por recrutadores da área de TI pelas redes sociais, é comum lembrarmos somente do LinkedIn.

De fato, o Brasil ocupa a quarta posição entre os países com mais usuários no site, sendo que pelo menos 4 milhões de contratações foram efetuadas dentro da plataforma.

Entretanto, suas outras redes sociais também podem te ajudar a aparecer na mira dos recrutadores. Isso porque, com a facilidade de buscar informações pela internet, é comum que o RH pesquise seu nome em outros sites.

Uma vez que esse comportamento é comum entre os recrutadores, você pode preparar seu perfil em outras redes sociais para essa “visita”.

No Instagram e no Facebook, atualize seus dados pessoais e inclua uma descrição do que você faz no dia a dia. 

Se possível, compartilhe stories apresentando um pouco do seu trabalho. Para as tímidas, a dica é fazer publicações ou compartilhar posts de terceiros, mas se mostrar como alguém inteirada nas atualizações do mercado.

Dica extra: tenha um currículo pronto

Não tem nada pior do que receber o contato de recrutadores da área de TI e não ter um currículo pronto para enviar.

Essa demora em enviar seu currículo pode fazer com que você perca uma boa oportunidade ou passe a impressão de não estar preparada para a vaga.

Imagem: Freepik

Assim, reveja o seu currículo de tempos em tempos para deixar o arquivo sempre pronto para ser enviado. Vale até pesquisar os erros mais comuns em currículos, para garantir que o seu documento de apresentação não terá essas falhas.

O mercado de TI

Não é novidade que o mercado de TI é um dos mais promissores da atualidade, no Brasil e no mundo. Ainda assim, muita gente tem dificuldade em encontrar boas vagas.

Assim, ao fazer pequenos ajustes em seu perfil profissional, contar com um site pessoal e até atualizar com mais frequência suas redes sociais, você consegue se colocar como uma possibilidade para os recrutadores.

Com mais oportunidades, o poder de escolha está em suas mãos e é você que direciona a sua carreira para onde quiser! Vale a pena se esforçar, não é mesmo?