Mais uma do Google: Art Gallery.

Depois de 18 meses de trabalho, fevereiro chegou e trouxe com ele mais de mil obras de arte, de mais de 400 artistas, espalhadas por alguns dos maiores museus do mundo, em imagens com resolução de 7 bilhões de pixels, ou seja trouxe o Google Art Project, a mais nova inovação do grande Google.
Mas, afinal, o que é o Google Art Project? Na essência é um tour virtual pelos maiores museus do mundo e suas diversas salas. É um Street View dentro dos museus, entende!? As imagens de algumas obras estam em altíssima resolução, onde é possível observar detalhes mínimos, que nem quem está lá, de frente pra obra é capaz de ver…além disso, traz também informações sobre as obras e os museus. Super legal, né!?

Será que a democratização da arte será alcançada? Muitos estão defendendo que esse projeto é sim o primeiro passo para esse utópico objetivo: a arte ao alcance de todos, indiscriminadamente. Isso, a meu ver, é um pouco exagerado, contando que é uma minoria do mundo que tem acesso a internet (75% da população do planeta ainda não tem acesso à rede mundial de computadores, constatação é da União Internacional de Telecomunicações), mas a idéia por si só, já vale um prêmio!

Nem todos os grandes museus participam da iniciativa, nem todas as obras dos museus participantes fazem parte do projeto inicial, mas o volume já é grande!? Vamos aos números: 1060 obras, 17 museus (o que está no ar representa aproximadamente 20% do total)
Alguns museus participantes do projeto são: Metropolitan (NY), Hermitage (St. Petersburg), Tate Britain (Londres), National Gallery (Londres), Palácio de Versalhes (Paris), Museu Van Gogh (Amsterdan), entre vários outros.

No entanto, o que realmente importa no projeto do Google é a possibilidade e a oportunidade, o novo mundo que se abre a bilhões de pessoas. Afinal, não haveria chuva se não houvessem pingos, e cada pingo em particular. Mesmo a crítica dizendo que o projeto tem falhas, como por exemplo, alguns artistas foram mais privilegiados que outros, obras magníficas negligenciadas. Disseram ainda que houve uma seleção parcial das obras capturadas em alta resolução, que alguns movimentos foram valorizados em detrimento de outros e várias outras lamentações.

Mas, acredito, que independente da valorização deste ou daquele artista, desta ou daquela obra. Museus serão sempre museus, com todo significado filosófico que guardam e todas as maravilhosas peças que conservam, e nenhuma virtualidade tirará isso do ser humano. Apenas aumentará as oportunidades.

Ultima observação…sabem qual a qualidade das fotos tiradas??? Algumas delas chegam a 7 bilhões de pixels (gigapixels). Isso possibilita uma visão quase microscópica. Uma delas foi “O nascimento de Vênus” (Botticelli).

Vale o click: Google Art Project

beijos!

2 comentários sobre “Mais uma do Google: Art Gallery.

  1. Diego Dosansil disse:

    Muito bom! Você disse o que geralmente as pessoas não costumam dizer: “Isso, a meu ver, é um pouco exagerado, contando que é uma minoria do mundo que tem acesso a internet (75% da população do planeta ainda não tem acesso à rede mundial de computadores, constatação é da União Internacional de Telecomunicações)” e é uma grande verdade!

    Esse blog é muito útil. Parabéns.

    • Camila Achutti disse:

      Muitas pessoas se veêm cercados pela tecnologia e acham que essa é a realidade do planeta…não é bem assim! É sempre bom lembrar, né!?hahahahaha

      Obrigada Diego!

      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s