Piada do ano: WikiLeaks contribui para paz mundial!

WikiLeaks ( o famoso site de fofocas super-confidenciais )foi nomeado ontem ( 2/fev ) para o prêmio Nobel da Paz! Como assim? O inimigo da vez de vários poderes públicos? Onde esse mundo vai parar? Não acho que divulgar informações confidenciais seja pacificador…
Para dar uma amenizada no impacto, o nomeador, preferiu citar o site como candidato ao invés do seu idealizador Julian Assange. E sabe qual o argumento usado para justificar a indicação nada esperada?! Ter um papel importante na liberdade de expressão da sociedade atual, além de ter ajudado a derrubar governos corruptos, como o da Tunísia. OK! Agora, quem quiser espalhar um segredinho já tem uma desculpa…estava contribuindo para a liberdade de expressão da sociedade atual!

Apesar do comitê julgador da Organização Nobel aconselhar contra a divulgação de nomes de potenciais candidatos ao prêmio, não há uma regra específica quanto a isso. O anúncio oficial dos ganhadores acontece normalmente no começo de outubro.

Imaginem se o WikiLeaks ganhar…será o primeiro site do mundo a receber o prêmio, que até então, ficava restrita a organizações com sede fixa e pessoas com trabalhos notáveis. ( entenderam, né!? fofoca é notável!hahahaha ). Ou seja, o site de vazamento de informações mais famoso do mundo vai ser lembrado para sempre junto de figuras como Jimmy Carter, Al Gore e Barack Obama e de organizações como a Cruz Vermelha, dentre outras dezenas. Merece??? NÃOOOOOO. Ok! Foi uma revolução, mas também foi uma sacanagem! Sacanagem maior, só se toda essa desonestidade for premiada com um Nobel da Paz! Deixo claro que estou torcendo contra!!!!!!!

beijos!

3 comentários sobre “Piada do ano: WikiLeaks contribui para paz mundial!

  1. Diego disse:

    O Wikileaks não se trata apenas de “fofoca”. Se trata da coragem que muitos homens, não apenas o Assange, tiveram em desnudar segredos de um serviço secreto que guarda práticas dos tempos da guerra fria e que esconde em seus arquivos confidenciais torturas e diversas formas de abuso aos direitos humanos. Um serviço secreto das proporções do norte-americano não combina com democracia e transparência. O grande trunfo do Wikileaks é desmacarar os bons moços, e o pior, com seus próprios documentos, sem que ninguém precise dizer nada, os arquivos dizem. E você também não escolheu os melhores exemplos de ganhadores do Nobel: Jimmy Carter, Al Gore e Barack Obama. Trio muito questionável. Inclusive Obama ao ganhar o prêmio colocou a instituição do prêmio em controvérsia. Ele não retirou as tropas do Afeganistão, sua contribuição para a paz ainda é uma incógnita.

    • Camila Achutti disse:

      Mas será que quebrar o confidencialidade desses documentos realmente colabora para a liberdade de expressão? Ou só faz a humaninade encarar tudo isso como libertinagem de um grupo de pessoas e sensacionalismo? Ou só fragiliza a diplomacia? Sinceramente não tenho respostas certeiras para essas perguntas, mas penso que se a intenção do WikiLeaks era realmente contribuir para paz deram o enfoque errado. AAA…e sobre a coragem não tenho dúvidas, sem dúvida foi necessária, ou melhor ainda é…

      Obrigado pelo comentário! Só refletindo e discutindo abertamente temas como esse e outros chegaremos a algum lugar…

      beijos!

      Não sei por que lembrei dessa frase: “Há três métodos para ganhar sabedoria: primeiro, por reflexão, que é o mais nobre; segundo, por imitação, que é o mais fácil; e terceiro, por experiência, que é o mais amargo.”

      Confúcio

  2. Diego disse:

    Olá, eu quem agradeço.

    Discutir a liberdade de expressão no século XXI é algo muito complicado. Mais complicado do que discutir a expressão no século XIX ou XX, por exemplo. No século XXI nós temos uma liberdade de expressão garantida em meios sem leitores, que de nada serve. No século XIX você só publicava artigos em um jornal se tivesse leitores, se não tivesse leitores o jornal iria à falência, naturalmente. Hoje você tem direito de postar um vídeo no Youtube, criar um blog, uma página no myspace e mil outras coisas, mas isso não garante que alguém vai ler o que você escreve. Os meios de comunicação que realmente importam, que atingem o grande público, estão nas mãos de grupos que monopolizam a comunicação de fato. As bordas da comunicação ficam para os cidadãos comuns. Há filmes muitos bons sobre isso, por exemplo: “O cidadão Kane”, que já foi considerado o melhor filme de todos os tempos e sua versão à brasileira: “Muito além do cidadão Kane”, ambos valem a pena.

    Eu realmente não consigo medir o quanto o Wikileaks é importante para a liberdade de expressão, mas sem dúvida consigo medir o quanto ele é importante para o estabelecimento da verdade. E neste sentido – do estabelecimento da verdade – ele merece o nosso respeito, tanto quanto os sistemas UNIX merecem por entregarem seu código junto com a versão final de seus sistemas. Assim como um software livre não esconde o que há por trás de seu código, o Wikileaks parte do princípio de que informações que envolvem a população não devem ser ocultadas da população, que deve fazer parte da cena política, conhecendo os bastidores de ação. Isso deu margem para algo muito interessante, o aparecimento em cena dos “hacktivistas”, que acreditam em causas e lutam por elas, o que com certeza amplia mais o universo e o alcance político social da internet. É preciso pensar Wikileaks e acompanhar seu desenvolvimento, essa é uma história ainda em aberto.

    E essa citação do Confúcio é excelente.

    Até mais.

    : -)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s