Pense duas vezes antes de comprar seu IPhone ou IPad.

A manchete em questão era: “Usuários de iPhone e iPad processam Apple”

E o motivo do processo era: INVASÃO DE PRIVACIDADE.

Esses usuários alegam que certos aplicativos repassavam informações pessoais a anunciantes sem consentimento prévio, de acordo com os documentos judiciais. No processo de causa coletiva, apresentado a um tribunal federal na Califórnia, eles solicitam que seja proibido esse tipo de repasse de informação sem consentimento e sem remuneração.

E a Apple não foi a única acusada no processo, foram citados ainda os fabricantes de aplicativos populares como Textplus4, Paper Toss, Weather Channel, Dictionary.com, Talking Tom Cat e Pumpkin Maker. E “nenhum dos acusados informou devidamente os queixosos quanto às suas práticas, e nenhum obteve o consentimento deles para essas ações,” afirma a petição apresentada em 23 de dezembro. Acho que o negócio está ficando feio pro lado deles…

Nem é tão surpreendente que empresas queiram os dados da Apple, vai!? Afinal quantas empresas vendem em três meses (terceiro trimestre de 2009), cerca de 77 mil unidades de um produto em um unico país ( Brasil )? Isso sem contar as vendas não-oficiais, que nos sabemos não são poucas! A Apple conseguiu e, portanto,  merece reconhecimento, não acham? É por isso que o número único de identificação que a Apple designa para seus aparelhos se tornou um recurso atraente para anunciantes externos que desejem rastrear de maneira confiável as atividades on-line dos usuários de aparelhos móveis, segundo o processo.

Em abril, a Apple alterou seu contrato-padrão com criadores de aplicativos, proibindo o envio de informações a terceiros, com exceção daquelas consideradas diretamente necessárias à funcionalidade dos programas. No entanto, o processo alega que a Apple não tomou medidas para implementar essa mudança na prática ou fiscalizá-la de maneira significativa, em decorrência de críticas dos grupos publicitários.

Vale lembrar que no mês passado, o Facebook anunciou que alguns de seus aplicativos violavam as normas do serviço de redes sociais quanto à transmissão de informações sobre os usuários, e prometeu resolver o problema. Pois é, ninguém está imune! 

Visto isso e o, já nem tão recente, domínio da Internet, em 16 de dezembro, um grupo que lida com política de Internet, do Departamento de Comércio norte-americano, afirmou em relatório que criaria uma divisão de proteção da privacidade e desenvolveria um código de adesão voluntária para as empresas de dados e os anunciantes que rastreiam o comportamento de usuários da Internet. Já estava em tempo!

beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s