Homens e mulheres não concordam na hora de explicar porque as carreiras de TI são tão pouco atraentes para as mulheres

POST ORIGINAL:

Men and women disagree on reasons why IT is less attractive to women.

————————————————TRADUÇÃO————————————————————-

Por que há tão poucas mulheres na profissão de TI? Homens e mulheres têm respostas bem diferentes para essa resposta.

Pergunte para um cara e eles culparão a natureza nerd da TI e as falhas no sistema de ensino. Pergunte agora às mulheres, elas dirão que é uma combinação da cultura masculina em TI e a necessidade de trabalhar mais duro para ser reconhecida. Mas tem uma coisa que ambos concordam: serem poucas em uma equipe cheia de homens é um enorme impedimento.

Conduzida pelo ComputerWeekly,participaram da pesquisa 512 profissionais de tecnologia com experiência em todo o Reino Unido, dos quais 199 eram do sexo feminino e 313 do sexo masculino. Uma das conclusões é que 9 em 10 (86%) mulheres da tecnologia recomendam outra mulher para cargos similares. Mais da metade (58%) das mulheres disse que a cultura machista de equipes de TI que diminui a vontade das mulheres de trabalhar no setor. Além disso, 52% disseram que isso é devido a preocupações sobre ser a única mulher no departamento.

Em contraste, os homens vêem a imagem de nerd, associada com empregos de TI, como o maior motivo por que as mulheres fugirem das carreiras de TI. 61% dos homens acha que esta é a razão principal, enquanto as mulheres viram isso como um fator menos importante, ocupando apenas a quarta posição de uma lista de oito possíveis razões (veja a Figura 1).

Figura 1

Sheila Flavell, diretora operacional do Grupo FDM e vencedora do prêmio “Líder do Ano” da Everywoman da Cisco, disse: “Como uma mulher na área de TI, eu entendo que entrar num ambiente tão dominado pelos homens pode ser assustador, mas quando eu comecei logo ficou claro que existe uma rede de apoio para as mulheres na indústria que outros setores não oferecem.”

Harry Gooding, chefe de compromisso com o cliente em Mortimer Spinks, disse: “Estamos presos em uma situação catch-22 – as mulheres nem chegam a se candidatar para os cargos de TI devido ao pequeno número de mulheres em tais cargos.

“Grande parte do problema é a imagem. A indústria da tecnologia ainda precisa descobrir como vai fazer para atrair as mulheres trabalharem, e, rapidamente, elas descobriram como as carreiras são gratifcantes e passaram a colocá-las como primeira opção.”

Ambos os homens (92%) e mulheres (90%) que trabalham no setor de tecnologia disseram que suas carreiras são gratificantes e não têm dificuldade de encontrar empregos. No entanto, duass em cada três (65%) mulheres disseram que se sentiam discriminadas em seus empregos por causa de seu gênero.

TI: carreiras agradáveis e gratificante

Segundo a pesquisa, dentro das equipes de tecnologia apenas um em cada sete pessoas são do sexo feminino.
Ambos, homens e mulheres, querem mais diversidade dentro da indústria (ver Figura 2).

Figura 2

Dois terços dos homens (68%) e três quartos das mulheres (79%) entende que deveria haver mais mulheres nas equipes de tecnologia. No entanto, as razões pelas quais ambos gostariam de ver mais mulheres dentro de suas equipes revelou novamente uma diferença de opinião (ver Figura 3).

Figura 3

As mulheres apontam como os três principais benefícios de se ter mais mulheres, os seguintes:

  1. Comunicações melhor departamentais
  2. Melhor organizado
  3. Melhor ligação com os clientes

Já os homens apontaram os seguintes três motivos como principais:

  1. Ambiente mais criativo / inovador
  2. Um ambiente mais divertido
  3. Comunicações melhor departamentais

“Os resultados da pesquisa destacaram ainda mais que as mulheres são vitais nos papéis que desempenham atualmente na indústria de TI no Reino Unido. E os seus homólogos masculinos sabem reconhecer que o ambiente se torna mais divertido, criativo e inovador com comunicações mais claras devido as mulheres da equipe”, disse Flavell.

“Com resultados como esses, acho que é chocante que o sexo feminino represente apenas 7% do setor, precisamos fazer mais para atrair as mulheres”, acrescentou.

Empregos de TI para atrair mais mulheres no futuro

Apesar desses pontos de vista diferentes, ambos os sexos concordaram que carreiras em tecnologia se tornarão mais atraentes para as mulheres no futuro.

Flavell disse que mais precisa ser feito para incentivar isso. “A falta de mulheres decorre do currículo escolar, uma vez que não preparam os alunos com conhecimentos adequados de lógica, engenharia ou empreendedorismo. A indústria de TI, por sua vez, filtra através desde o ingresso na universidade quem atuará nesse setor”, disse ela.

“Portanto, é imperativo oferecer sessões, cursos, eventos de aprendizagem para mulheres em idade precoce, para mostrar as oportunidades excitantes e diversificado disponíveis dentro da TI.”

————————————————————————————————————————————————————–

Bacana a pesquisa, né!? Acho que esclarecer os motivos é primordial para podermos atuar sobre eles. Na raíz do problema.

Muito vêm sendo veio para incentivar as mulheres a se aventurar no mundo da ciência e da tecnologia. Acho que veremos num futuro próximo um avalanche de grandes mulheres na área!

beijos a todas as 7% das mulheres de TI!

//

//

Carreiras da Informática!

Bom, como vocês sabem faço Ciência da Computação no IME-USP. Mas não fiquem aí achando que essa foi uma decisão fácil, melhor, nem chegou a ser uma decisão, afinal ( e felizmente ) essa era a minha quarta opção, quase esquecida na inscrição da Fuvest. A primeira era Engenharia da Computação. Gostava muito de exatas, então vendo papai se descabelando no telefone por que a rede da empresa tinha caído, decidi que queria trabalhar com Informática. Mas a idéia que eu  tinha sobre o leque de opção que essa área me oferecia era bem distorcida pela mídia, senso comum, tradicionalismo…

Agora que tenho uma noção um pouco melhor, me sinto na obrigação de escrever algo sobre isso e não deixar que mais jovens desisformados como eu percam a chance de se encontrar na carreira que escolheram. Quando digo “se encontrar na carreira”, não quer dizer se dar muito bem na faculdade, amar todas as matérias da sua grade, querer ser igual aos seus professores…se tem uma coisa que se aprende com a faculdade é que as coisas não são tão fáceis assim! Quero dizer que você vai estudar muito, ir mal em algumas provas, aprender muitas coisas sozinho por que seu professor é ruim, ter que fazer trabalhos intermináveis e mais um montão de coisas que estam longe de serem agradáveis se comparadas com uma tarde na praia….mas mesmo assim você não vai colocar em xeque se você  tomou a decisão certa ao se matricular naquele curso!

Chega de lenga-lenga, vamos ao que interessa: Quais são as principais diferenças entre as carreira da Informática? ( Só as mais difundidas, ok?! )

Ciência da Computação: um curso que aborda de maneira aprofundada os conceitos e teorias da computação, dando uma sólida formação em áreas como estruturas de dados, algoritmos, linguagens de programação, desenvolvimento e análise de sistemas, entre outras. É uma área que trabalha essencialmente com software e que tem um forte ( põe forte nisso!hahaha ) embasamento em fundamentos matemáticos (principalmente álgebra) e em cálculo. O estudante de Ciência da Computação é preparado para resolver problemas reais, aplicando soluções que envolvam computação, independente de qual seja o ambiente (comercial, industrial ou científico). Ou seja a gente domina o mercado! Brincadeirinha…

Engenharia da Computação:um curso que destaca o projeto, desenvolvimento e implementação de equipamentos e dispositivos computacionais. É uma área que trabalha mais com hardware – enquanto Ciências da Computação dá prioridade ao software – , o que a torna, até certo ponto, semelhante a cursos como Engenharia Elétrica. Quem se forma em Engenharia da Computação se torna apto a projetar e a implementar tecnologias de hardware e software em equipamentos, aplicações industriais, redes de comunicação, sistemas embarcados em dispositivos dos mais variados portes, entre outros.

Sistema de Informação: um curso focado no planejamento e desenvolvimento de sistemas de informação e automação. Também são aplicados conhecimentos de administração, negócios e relações humanas, embora também seja possível encontrar disciplinas dessas áreas nos cursos mencionados anteriormente, dependendo da instituição de ensino. De modo geral, o profissional de Sistemas de Informação é mais focado em aplicar recursos de computação na solução de problemas – especialmente de atividades corporativas – do que desenvolvê-los.

Independente de sua escolha prepare-se para estudar bastante. Como já disse anteriormente cursos de graduação, em qualquer área, exigem disciplina e muita dedicação. Na Informática, as possibilidades de carreira são vastas, porém, o mercado é criterioso e absorve somente quem é bem preparado para atuar na área que escolheu. Outro alerta aos vestibulandos: prepare-se para nunca parar de estudar, será indispensável manter-se atualizado, visto que as tecnologias computacionais lidam com a sociedade como um todo e, por causa disso, estão em constante evolução.

Boa sorte! Reflitam bastante sobre o que vocês querem fazer da vida. E principalmente: Não deixe que ninguém tome essa decisão por você!

beijos!

As mídias sociais são apenas uma modinha?!

Os argumentos mais fortes, na minha opinião, são os números. Talvez seja  porque admiro os números ,que hoje, tenho que estudá-los!hahahahah

Bom, mas como refutar argumetos como os seguintes:

– 94% da população mundial com menos de 40 anos aderiu a pelo menos uma rede social;

– o Facebook atingiu a marca dos 100 milhões de usuários em apenas 9 meses;

– 1 bilhão de apps para o IPhone  foram baixadas em 9 meses;

e mais um monte de números que o vídeo nos revela  levam a seguinte resposta: NÃO!

Vamos também olhar para o mundo a nossa volta: criaram celulares especializados para navegar nas redes sociais e câmeras fotográficas capazes de atualizar todos os seus perfis em redes sociais instantâneamente sem precisar de um computador,  nos estamos sempre dando uma olhadinha nas atualizações ( não mintam pra mim! Eu sei que é verdade…). Quantos de nós mantêm contato com dúzias de amigos que não vemos a anos, por redes sociais?

É por esses e outros motivos que podemos sim usar o termo REVOLUÇÃO!

Talvez ( quase certeza!) elas passem por transformações, se reinventem, mas pode apostar que esse “tipo” de relação social veio para ficar e fazer história!

beijos aos usuários do Orkut, do Facebook, do LinkedIn!

PS: Sei que o video não é nenhuma novidade, eu mesma já vi várias vezes, mas acreditem todas as vezes percebo o quanto cada um desses números são significativos!