Sistema de diagnóstico de doenças respiratórias pela internet!

A cidade de Piraí, no estado do Rio de Janeiro, é composta por 26.314 habitantes, sendo 3.025 com idade entre 50 e 100 anos, e foi o município escolhido para receber o piloto do projeto de Teleintegração para Imagens Radiológicas (TIPIRX), desenvolvido pelos Pesquisadores do Núcleo de Computação de Alto Desempenho (Nacad) da Coppe, em maio de 2008.

O projeto inclui o software scanRX e o scanner Microtek ScanMaker i800, a dupla dinâmica promete facilitar o diagnóstico de doenças respiratórias pela internet. ( sim, você entendeu bem, pe-la in-ter-net!). A nova ferramenta promete ainda menor custo, maior rapidez e eficiência, principalmente em regiões distantes dos grandes centros urbanos, carentes de especialistas.

O kit com scanner e software já foi instalado em Piraí e a resposta tem sido muito positiva, segundo a equipe da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, responsável por mensurar os benefícios do projeto no local. Foram diagnosticados 17 casos de tuberculose na cidade, que já estão sendo devidamente tratados. O objetivo final, claro, é a implantação do serviço em todo o país. Já estão em curso pesquisas em outros municípios e o treinamento dos teleconsultores nos hospitais universitários (médicos, professores e médicos-residentes), dos médicos e técnicos nas localidades. Além disso, segundo os desenvolvedores, o sistema da Coppe foi estruturado com linguagem simples e, segundo a empresa, pode ser operado até mesmo por iniciantes em informática. Os desenvolvedores também buscaram soluções de baixo custo, inclusive na opção de equipamentos necessários para uso do sistema. Um exemplo é a substituição do scanner especial, tradicionalmente utilizado pela radiologia, por outro mais comum: “Desenvolvemos uma metodologia para que o nosso sistema possa ser utilizado tanto pelos médicos como pelos técnicos das unidades de saúde. Para acessá-lo, basta que o posto tenha um computador com conexão à internet e um escâner comum, com iluminação na parte superior interna, que é o adequado para digitalizar material transparente, a exemplo dos filmes”, afirma um dos coordenadores.

O profissional do posto de saúde de Piraí escaneia o filme do exame de raios X convencional em até quatro partes, se for necessário, para ajustá-lo à dimensão do scanner. O usuário é guiado por uma interface que informa o número de passos e movimentos necessários para a aquisição correta da imagem parcial e também mostra como o filme deve ser exposto no scaner para evitar erros na identificação da imagem. Essa imagem digitalizada do exame é comprimida para viabilizar sua transmissão pela internet, mesmo em locais de conexão lenta, e anexada a um formulário eletrônico, desenvolvido no Núcleo RJ do Telessaúde Brasil, e enviada a uma equipe de teleconsultores dos serviços de radiologia, como a do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ. Após análise, a resposta é devolvida no mesmo formulário para que o médico possa obter o diagnóstico final e medicar o paciente, se necessário na hora. Desta maneira, é acessível a qualquer usuário, que não precisa de nenhum conhecimento especial em informática ou radiologia.

“O grande impacto esperado é a aceleração do diagnóstico das doenças pulmonares, com destaque para a tuberculose, que é ainda um grave problema na saúde pública”, diz a professora Alexandra Monteiro, da Faculdade de Ciências Médicas da UERJ e coordenadora geral do projeto.

Vocês já devem ter lido esse coméntario aqui, mas vou repetir: É PARA ISSO QUE A TECNOLOGIA DEVE SE DESENVOLVER! PARA MELHORAR O MUNDO!

beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s