Mais amor no mundo das Startups, por favor.

Recebi esse link aqui de uma funcionária. Nele temos um formulário anônimo para responder como é o ambiente em uma startup. As respostas são publicadas como foram escritas sem qualquer controle de veracidade. Até aí acho incrível que as pessoas, todas, independente de qualquer coisa possam ter voz no mundo digital. Somos todos Prosumers como Alvin Toffler, defendeu no seu livro “A terceira onda”. Temos todos um novo papel de consumidor e colaborador na sociedade pós-moderna, somos produtores enquanto existimos. Lindo! Só tem um probleminha: anonimato e veracidade.

Criamos essa necessidade de se esconder atrás de telas e aí nem preciso explicar o que tem acontecido. Aliás o Jaron Lanier faz isso melhor do que eu no seu livro “Who wons the future?”. Entendemos que o que fazemos na internet não tem tantas consequências no mundo real e que podemos sem refletir muito gratuitamente jogar fatos no ventilador. Muitas vezes fatos distorcidos. Nem preciso pensar muito para dar exemplos para vocês: Cof cof Donald Trump. Cuidado. Isso é destrutivo para sociedade pós-moderna. Isso é destrutivo para os seres humanos.

Se você olhar as respostas temos pelo menos 80% dos comentários negativos trazendo insultos pessoais e cobrando posturas de grupos de pessoas que estão em busca de uma solução nunca antes proposta para problemas da sociedade. Isso é ser uma startup no final das contas. Não dá para gente usar a mesma régua que a gente mede as grandes empresas e suas oportunidades de trabalho. Claro que 50% dos nossos funcionários são estagiários e juniors. Estamos tentando fazer educação de um jeito diferente sem levantar investimento preferindo autonomia nesse inicio de vida. Será que dá para pagar só por especialistas? Claro que a gente vai errar. Isso é sinônimo que estamos tentando. Faz parte do processo. Críticas nessa fase são mais do que bem vindas, pois faz a gente arrumar o prumo antes, enquanto ainda é mais fácil. Bem como louros pouco ajudam. Aliás eu poderia escrever um review lindo da Mastertech, certo!?

Li os comentários não só da Mastertech, e o que vi ali não foram críticas construtivas foram ofensas. E olha que o Mastertech nem tem tantos comentários. Li as respostas quase todas as startups, que são de amigos e amigos que dividem essa jornada maluca que é empreender no Brasil comigo. Muita coisa ali pode soar verdade quando vocês não sabe o que se passa desse lado da história.

Aqui na nossa nação verde amarela é difícil se quer brotar como uma nova empresa. Aí quando você brota tem que lutar contra o vento dos impostos, as chuvas de burocracia, as intempéries de um mercado em amadurecimento ainda. Aí vem uma alguém e ainda pisa em você sem precisar nem se esforçar?

Isso é só um pedido de reflexão para os rumos que estamos dando para a sociedade digital e para o mercado de startups no Brasil. Meu pedido aqui não é nada além de mais amor no mundo das Startups por favor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s