Pode tudo, menos Escola de Princesas!

Recebi o seguinte vídeo de uma amiga. Com a seguinte mensagem depois: Veja e me diga o que acha!

Pensei em um segundo: “Poxa, que preguiça. Levantei as seis, fiz trabalho do mestrado, fui dar aula, voltei pro escritório, paguei o aluguel, voltei para minha casa, preparei a próxima aula de algoritmos, lavei minha própria roupa. Tudo isso de camiseta, tênis, cabelo por lavar, mas batom e maquiagem na cara, afinal essa é a vida real. Vou ver os primeiros 5 segundos e escrever qualquer coisa para ela não achar que deixei ela sem resposta”

Agora são meia noite, e meu despertador da vida real vai tocar as 6 da manhã e eu estou aqui escrevendo esse post, porque entrei no site e vi a seguinte headline:

TODO SONHO DE MENINA É TORNAR-SE UMA PRINCESA

WTF?!?!?!?!?!

Antes de vocês ouvirem tudo que eu tenho para falar vamos ao vídeo:

Galera….juro! Não é zueira! E o slogan é: Educação para a vida real! Aaaaa vai todo mundo catar coquinho na esquina.! Real é ter que se virar, deixar de ir no cabelereiro um dia ou outro porque tem reunião. Deixar de ir um dia ou outro na academia porque tem que ir viajar sozinha para uma conferência de tecnologia. A vida real é se descobrir e ser quem você quiser! Sério! Meu primeiro pensamento foi (depois de WTF??!?!?!??!): como eu vou conseguir convercer essas meninas que errar é normal, que elas podem não casar e não ter filhos e ser feliz, que elas podem sim viajar o mundo com uma mochila nas costas, que elas podem ser engenheiras, que elas podem ser quem elas quiserem. Reparem o verbo: PODEM!

Não estou dizendo que elas precisam ser iguais a mim, mas essas meninas-PRINCESAS se quer têm oportunidade de descobrir um mundo fora dos padrões, elas se vêm obrigadas a se encaixar nesse modelo fundamentalmente rosa, educado e opressor onde as meninas só são legais se forem bonitas, delicadas e fofinhas bem nos moldes de uma socieda patriarcal e machista!

PARA MUNDO! QUERO DESCER!

E aí eu quis morrer mais um pouquinho quando eu entrei no facebook da escola, que diga-se de passagem tem o apoio de mais de 35 mil pessoas e adivinhem qual foi a primeira pergunta  que eu vi: “A escola aceita meninos?” E a resposta foi: “meninos não podem participar nem se eles quiserem muito”. QUE MUNDO É ESSE!!! Que em pleno século 21 depois de toda a luta por liberdade de expressão um espaço me faz uma divisão de gênero fundamentalista e ridícula como essa! Sério…devia ter uma lei: pode tudo, menos escola para princesas!

E queria deixar claro que não tem problema nenhum em gostar de princesas, mas ela não precisa ser apresentada só pra esse estereótipo de princesa. Ela pode assistir Valente. Amar os personagens da Hora da Aventura. Acha um máximo a Fiona saber lutar, se casar com quem ela escolhe e ser uma ogra. Ela podia amar a Ada Lovelace, que foi a primeira programadadora e era uma dama da corte. Ela podia, mas ninguém deixa! A Escola de Princesas não deixa!

Dane-se os padrões! Ela pode ser quem ela quiser! Mas as chances dela diminuem muito quando, todo dia, desde pequena, o estereótipo princesa sofredora delicada a espera de um príncipe que precisa salvá-la dos perigos da vida! CHEGA! POR FAVOR! Não destruam mais meninas!

O engraçado é que hoje em dia tem tanto exemplo legal no mundo! Não que antes não tivesse, mas hoje com a internet, com uma liberdade maior (obrigada mulheres fortes que lutaram por esse espaço e vieram antes de mim! ) vemos mulheres ocupando diversos cargos que já foram exclusivamente masculinos. A pergunta que não quer calar: fixar no extremo essas características de gênero é uma atitude justa (para não dizer sensata)? Obrigar as meninas a seguirem um currículo definido como feminino não é cruel?

E se a princesa quiser jogar futebol? Será que ela vai ter força para deixar essa paixão nascer/descobrir mesmo com as amiguinhas achando que ela agora vai virar um menino porque a professora de etiqueta junto com a professora de estética disseram que devemos nos manter limpas e arrumadas não só a mesa, mas em todo os ambientes. Sabe o que vai acontecer? Ela terá de se privar desses prazeres por ser menina. Simples assim! Ela vai ter sua formação prejudicada. Ela corre todos os riscos de se transformar em uma mulher objeto e abjeta de opiniões. Não porque ela decidiu ser assim, mas porque ela foi obrigada. Complicado. Complicadíssimo.

Tornar uma menina princesa é cruel. REPITO! Não que seja errado caso ELA QUEIRA ser princesa, sabe!? Mas ambientes como esses ensinam que elas só podem ser isso. E meninas, vocês vão me desculpar, podem ser princesas, astronautas, mecânicas, engenheiras, cientistas da computação… podem ser o que bem entenderem. Nós podemos ser tudo e muito mais. E acho que é isso que devemos ensinar pras nossas meninas isso. Mas estamos ensinando o quê: “Feche as pernas, menina! Não senta assim. Menina não fala palavrão, menina não beija. Quem quer uma mulher que curte video game? Isso é pra chamar a atenção. Mulher que é Mulher sabe cozinhar e cuidar da casa.” MENTIRA! Mas é tudo isso que uma Escola de Princesas ensina! Ser diferente, significa que você não é uma princesa. Quem não quer ser uma princesa não é mesmo!?

Isso é horrível! Sério! É colocar na cabeça das nossas meninas que elas não podem ser nada além disso, que o papel delas não passa dali. É delimitar os seus sentimentos e vontades, é podar a imaginação. É padronizar. DÁ VERGONHA ALHEIA!

Adultos têm a preocupação de rotular desde cedo que as meninas sejam meninas e meninos sejam meninos. A verdade é que criança é criança e criança precisa brincar. Aí você pensa, magina…que discurso mais antiquado Camila. Todo mundo já pensa assim. Isso precisava ser dito pelas feministas do século XVII, agora é maior clichê. AVAAAAAA!!! Porque né, em pleno 2015 me inaugurarem uma escola que ensina a “se portar”, estética, matrimônio e afazeres domésticos e tem fila de espera mostra que a gente está bem evoluido nessa discussão e que ela não precisa mais existir…. AHÃM! SENTA LÁ!

Independente do que os pais quiserem ou sonharem, a criança tem que se descobrir. Precisa ver o mundo fora da bolha cor de rosa com barbies ou bolha azul com carrinhos. Meninos e meninas podem e devem brincar com o que quiserem. E essa ideia de divisão de gêneros, tarefas e gostos influencia os meninos também. O menino cresce solto, pode fazer o que quiser. E fazer o que quiser implica em dominar uma menina/mulher numa relação injusta de poder em que ela, tadinha, é princesa, né!?… E princesa não pode sair dos moldes de princesa. Ela não pode lutar pelos seus direitos. Ela não pode se impor. É isso que queremos realmente reforçar isso? REALLYYYYY????

Meninas podem ser o que quiserem. Meninos também. 

Por favor! De verdade! Deixem as meninas serem crianças! 

Sério! Me ajudem! Precisamos ajudar nossas meninas….pode tudo! Menos Escola de Princesas!

6 comentários sobre “Pode tudo, menos Escola de Princesas!

  1. Mari disse:

    Pode ser que isso seja uma sátira algo do gênero, sqn… Sabe acredito que as mãe hoje estão sem limites com os filhos por esse motivo enfiam as crianças em escolas toscas e ridículas como essas, para que possam ter limites… Hoje Nossa sociedade não tem mais regras tudo pode, os valores afundam em futilidade e ignorância . Aparece essas idéias idiotas

  2. Carolina disse:

    Nossa meu Deus em pleno século 21, ainda se vê uma coisas dessas…. Fico muito triste pois reforça esteriótipos que poucas garotas brasileiras se encaixam devido a diversidade de raças, e como garotas no geral reforça ainda mais o papel de mulher submissa, objeto como um ser menor perante aos homens….
    E depois me perguntam porque não quero ter filhos, criar um ser humano é muito complicado pois nós como pais temos que ter maturidade suficiente para ensina-los que muitas coisas que a sociedade dita como certa estão completamente erradas.

  3. Sarah Santana disse:

    Apoiadissima! todos tem que se descobrir, sou prova disso! desde criança sempre fui muito curiosa com relação a tecnologia, mas nunca tive incentivo. Não em deixavam jogar vidio game, só os meninos jogavam, depois de muita insistência ganhei meu primeiro PC quando tinha 13 anos e só depois de 2 anos e de muuuita insistência consegui convencer meus pais a instalar internet em casa, aos 15 fui fazer um curso técnico e minha mãe queria que eu fizesse administração! mas sabe o que eu fiz informática com toda cara e coragem,mesmo que sem incentivo, hoje estou cursando Ciência da Computação, meus pais se orgulham muito de mim kkk(quem diria!) e eu sou muito feliz! Me descobri!

  4. sarahti disse:

    Apoiadissima! todos tem que se descobrir, sou prova disso! desde criança sempre fui muito curiosa com relação a tecnologia, mas nunca tive incentivo. Não em deixavam jogar video game, só os meninos jogavam, depois de muita insistência ganhei meu primeiro PC quando tinha 13 anos e só depois de 2 anos e de muuuita insistência consegui convencer meus pais a instalar internet em casa, aos 15 fui fazer um curso técnico e minha mãe queria que eu fizesse administração! mas sabe o que eu fiz? informática! com toda cara e coragem, mesmo que sem incentivo, hoje estou cursando Ciência da Computação, consegui bolsa 100% na facul. Quando falei para os meus pais que tinha passado eles não acreditaram e na primeira vez ue falei para minha mãe que queria fazer Ciência da Computação ela perguntou: oque é isso menina?? kkkk hoje meus pais se orgulham muito de mim (quem diria!) e eu sou muito feliz! eu me descobri!

  5. raquelsalvalaio disse:

    Amei seu texto, e olha, quero registrar que vi uma matéria sobre a ESCOLA DE PRINCESAS no facebook do Bolsa de Mulher e pasmem mais de 400 comentários, sendo a maior parte DEFENDENDO essa instituição. Minha paciência foi pro beleléu depois disso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s