Equivalência de softwares: Windows x Linux!

Trocar de sistema operacional não é simples! Você demora para pegar o jeito, aprender comandos diferentes, acostumar e usar as novas interfaces gráficas…além de tudo isso é necessário aprender que software usar em cada situação.

Algumas mudanças são mais manjadas, enquanto outras você só aprende depois de muito uso e pesquisa do sistema operacional. Abaixo tem uma lista que eu encontrei na internet em um site do Centro Acadêmico da Unicamp. Eles listam algumas equivalências mais comuns entre softwares para Windows e para Linux:

Internet Explorer: No Linux, o navegador que mais tem semelhanças com o IE é o Konqueror. Porém há o Firefox, navegador da Fundação Mozilla que é o segundo mais usado pelos internautas (perdendo apenas para o Internet Explorer). O Firefox tem várias funcionalidades interessantes, como as extensões, além de ser um dos browsers mais seguros.

Outlook: Um dos clientes de e-mail mais comuns no Linux é o Evolution, da Novell. A Fundação Mozilla também tem sua iniciativa nesse segmento, que é o Thunderbird, que é muito bom possuindo, inclusive, uma interface muito fácil de usar.

Microsoft Office: Como concorrente do pacote de escritório da Microsoft, o Linux oferece o OpenOffice, que possui processador de textos, planilhas e apresentações de slides (o OpenOffice também tem versão para Windows). É um software bem pesado, mas tem boa qualidade. Outros softwares legais são o KOffice — um pacote de escritório completo, mas mais leve que o OpenOffice –, o Abiword — como substitutos do Word — e o Gnumeric — um equivalente do Excel, sendo considerado melhor que o OpenOffice por muitos.

Corel Draw: Ainda não nenhum software para Linux que chegue à altura do programa de desenhos vetoriais da Corel, mas boas alternativas são o Inkscape e o Sodipodi.

Adobe Photoshop: Há uma alternativa livre ao Photoshop que é considerado por muitos como sendo melhor que aquele: o GIMP. Apesar de ele possuir uma interface diferente, ele é fácil de se aprender, existindo vários tutoriais do programa pela internet.

MSN: Um equivalente direto do MSN é o aMSN, que, porém, não possui as perfumarias, como os winks. Em todo o caso, há alguns outros softwares que acessam simultaneamente vários instant messengers, como o Kopete e o Pidgin.

Nero: Bons programas para queimar seu CD são o K3b, o X-CD-Roast e o GnomeBaker.

Windows Media Player: O MPlayer possui a capacidade de tocar com qualidade quase qualquer coisa, tendo uma compatibilidade bem maior que a do Media Player do Windows. Por outro lado, ele não tem uma interface tão amigável, apesar de simples de usar. Outra boa pedida pra tocar vídeos, mas não tão usado é o Xine.

Winamp: Um software excelente é o XMMS, que tem, inclusive, um visual muito próximo do Winamp. O Rhythmbox é um player muito próximo do iTunes, altamente integrado ao ambiente GNOME e capaz de tocar vários formatos, podcasts, comunicar-se com lojas eletrônicas e ter suas capacidades ampliadas através de plugins. Já o Amarok é ainda mais recheado de utilidades que os anteriores, sendo voltado ao ambiente do KDE, embora seja usado por usuários de vários outros ambientes (sendo compatível, inclusive, com MacOS).

Você pode conferir listas mais completas no The Linux Equivalent Project, no LinuxQuestions.org e no Linux.ie.

Mas nem só de equivalentes é feito o Linux! Navegando pelos menus e pastas dele você encontrará vários softwares que você não encontra para o Windows. Lembre-se: a melhor professora é a experiência!

beijos!

PS: Já consigo imaginar, o que muitos de vocês imaginaram quando viram a imagem que eu coloquei no início do post. Por isso já vou esclarecer: não tenho nada contra o Windows, viu!? Mas tenho muitas coisas afavor do Linux sabe!? Já comentei sobre isso aqui no blog: Post.
É exatamente isso que eu penso!

Windows perde mercado para Mac OS e iOS, da Apple!

Será que alguém tem que abrir os olhinhos e descer do salto? Olha aí a notícia que rolou na internet:

“Embora ainda mantenha a liderança absoluta no mercado mundial de sistemas operacionais, o Windows, da Microsoft – considerando tanto a versão para PCs quanto a para dispositivos móveis –, voltou a perder participação em junho, em detrimento do avanço dos rivais Mac OS e iOS, da Apple. Já o Android, do Google, pela primeira vez teve a sequência de expansão interrompida e registrou ligeira queda no mês, segundo dados da NetApplications.

A participação do Windows, contando todas as suas versões, caiu de 88,69%, em maio, para 88,29%, em junho. Na mesma base de comparação, as quotas de mercado do Mac OS e do iOS – segundo e terceiro do ranking – aumentaram de 5,32% para 5,37% e de 2,38% para 2,63%, respectivamente.

O quarto colocado Java ME também registrou ligeiro recuo no market share, para 1,12% em junho, ante 1,15% de maio. Já o Linux, que ocupa o quinto lugar, expandiu a representatividade de 0,91% para 0,95% no período. Por fim, na sexta posição, o Android teve uma leve redução na participação do mercado, que diminuiu de 0,76%, em maio, para 0,72% em junho.”

beijos!