Promessa para 2011!

Computadores são itens que evoluem  muito rápido, mudanças brutais de um ano para o outro. Porém, existe ainda uma categoria ainda mais específica ,que a cada dia que passa, são mais requisitados no país: os portáteis (notebooks e netbooks). Isso acontece, principalmente, porque estamos vivendo uma grande expansão de redes de internet sem fio. E como 2011 não podia ser diferente, uma novidade revolucionária está por vir. A terceira dimensão também alcançará os computadores portáteis! É isso aí! Já temos o nosso objeto de desejo para o ano que nem chegou ( e pode apostar que para a maioria de nós vai ficar só no desejo mesmo, viu!? eles chegam aqui com um precinho BEM salgado).

Mas se olharmos para o ano que está quase acabando vamos perceber que a tecnologia 3D invadiu as telas de cinema com mega produções e chegou até aos televisores mais modernos, de uma maneira expressiva e muito rápida…quando nos demos conta quase todos os filmes em cartaz já eram 3D. Diante disso, não devemos nos espantar que essa inovação tenha chego aos notebooks, como é o caso do Toshiba Dynabook TX/98MBL. O modelo traz no pacote os óculos para a visualização 3D, e poderá ser encontrado em 2011 pela bagatela de R$ 5100,00 reais.

Acredito que bem poucos brasileiros invistam ( e muito ) no tridimensional, não apenas ( apenas!? como assim apenas!?) pelo quesito preço, porém pela falta de utilidade. Não me matem!!! Eu vou explicar…

Quem PRECISA de um note 3D? ( cuidado para não confundir com querer, afinal quem não gostaria de uma novidade como essa ao alcance das mãos, hein!? Aceito como presente de Natal atrasado!) 

Na minha humilde opinião esses computadores portáteis com tecnologia tridimensional são especialmente criados para jogos e filmes tridimensionais, sendo que a usabilidade fica limitada no cotidiano. Além disso, para visualizar as imagens 3D será necessário utilizar óculos compatíveis com a tecnologia do notebook específico, sendo que cada usuário deve ter um. Ou seja, assistir um filme com os amigos para mostrar seu notebook novo, se tornou mais caro ainda…sem contar que você vai começar uma coleção de óculos 3D para que cada um possa desfrutar do filminho. Ou você vai ter que montar um esquema de rodízio que seus convidados vão adorar.

Outra grande novidade são os notebooks equipados com leitores de Blu-ray. Essa evolução do DVD para muitos ainda nem é conhecida, mas pra quem adora a modernidade, esse modelo é a melhor aposta. Eles já vem prontos para a nova geração de filmes.  E agora, a grande maioria dos modelos disponíveis no mercado também incluirão o Bluetooth.

Além dessa temos as inovações usuais ( sei lá, se isso faz sentido ). Eles ficarão cada vez mais leves, com imagens e som de qualidade superior. A memória evolui (cresce), sendo assim, é uma questão de tempo os netbooks passarem a apresentar como única diferença dos notebooks o tamanho.

Piadinhas a parte, posso apostar que os compactos vão evoluir cada vez mais e atingir níveis preços que a gente nem imagina!

beijos!

A Força do Pensamento!

O que antes parecia cena de ficção científica pode se tornar parte de nossos dias! Daremos adeus ao teclado e ao mouse, nunca mais teremos que procurar pelo controle remoto ou levantar pra desligar a luz do quarto…Usaremos nosso cérebro para comandar as máquinar que nos cercam!

Falando assim parece que é tudo muito simple, mas não é bem assim essa relação máquina-pensamento requer muito detalhamento e trabalho, mas grandes avanços têm se tornado notícia, como a de que o professor Paulo Victor de Oliveira Miguel, do Colégio Técnico da Unicamp (Cotuca), criou um protocolo de comunicação (denominado “Ecolig”) que vai permitir que praticamente qualquer aparelho eletroeletrônico seja controlado com o pensamento.

Agora deixando de lado toda parte sensacionalista da notícia, vamos ao que realmente importa. Já pensaram a acessibilidade que uma invenção como essa pode gerar? Um tetraplégico poderá enfim se comunicar com o mundo exterior. Ou ainda, quem mais poderá alegar L.E.R? Uma invenção como essa combate toda e qualquer lesão por esforço repetitivo. Outro avanço, dessa vez mais técnico, será na interação dos dispositivos do tipo nano e microeletrônicos, poderemos agora comandar um dispositivo que não vemos, algo que se adequa a sua forma reduzida. Lindo não!?

O mesmo se aplica aos dispositivos relacionados com a visão ampliada, onde as seleções de controles e informações podem acontecer mais rapidamente e com novos recursos.

A ideia principal do processo das interfaces cérebro-máquina, tem como base a mesma tecnologia do eletroencefalograma. Os sinais cerebrais são utilizados da mesma forma.

A partir desses sinais, que para o médico serviam somente para uma interpretação analógica – analisa sua anormalidades e propõe um tratamento – foi realizado um procedimento diferente. Foi criada uma linguagem em cima dele. O objetivo é fazer com que a pessoa possa controlar esse sinal de uma forma que ele emita uma certa linguagem, como destacou o próprio criador.

Bom, enquanto você está aqui acabando de ler esse post, o pesquisador está trabalhando na finalização de um projeto que será apresentado à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em parceria com docentes da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), do L’Institut de Recherche en Communications et Cybernétique (IRCCy) na França e uma empresa na área de telefonia celular, dentre outras renomadas empresas dos setores eletroeletrônico e biomédico.

Espero (tenho certeza) que o projeto seja aprovado e possa (tenho certeza) entra na lista das grandes inovações tecnológicas!

Mas, cuidado…afinal acabou aquela história de “pensei mas não falei…”! Brincadeirinha!

beijos!

“Bactérias ganham lógica e são programadas como computadores”

Não entendeu nada? Pois eu também não! Foi essa a manchete que eu li em um dos gadgets do iGoogle que eu normalmente só olho de relance…mas deixar passar uma manchete como essa?!

Claro que eu cliquei no link! E o que dizia o artigo, era exatamente o que eu e você imaginamos! Cientistas criaram bactérias ( da linhagem E. coli  ) que funcionam como microcomputadores biológicos e podem, portanto ser programadas! Essas bactérias receberam portas lógicas, conceito muito difundido na computação ( pra você que não tem a menor idéia do que isso significa aí vai uma definição: uma porta lógica é um circuito elementar que recebe duas entradas e fornece um resultado que depende da combinação de valores daquelas duas entradas.).

E agora a frase que mais me chamou atenção no artigo:“Nós sempre pensamos na computação como o uso de correntes eletrônicas para fazer cálculos, mas qualquer substrato pode funcionar como um computador, incluindo engrenagens, tubulações de água e… células,”. Explica o Dr. Christopher Voigt, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. Genial!

Não é de hoje que vêm explorando essa intercomunicação entre a biologia e a informática. Sobre o objetivo de tudo isso disseram (me surpreendi com a resposta!) que não se quer produzir um super computador de DNA (ou bactérias agora…), por exemplo, para “competir” com o de silício (atual), querem conseguir trazer a exatidão/precisão da computação para as interações biológicas. A computação é mesmo maravilhosa não!?

Voigt afirmou ainda que, no futuro, o objetivo é ser capaz de programar as células usando uma linguagem formal semelhante às linguagens de programação atualmente usadas para escrever programas de computador.

Sendo assim a conclusão final é: assim que aparecer um curso de linguagem pra programação de bactérias eu vou fazer! Alguém mais se habilita?!  Brincadeirinha (mas é verdade). Isso pode e tenho certeza que vai ser um salto evolutivo para a medicina e claro, para toda a humanidade!`

É isso…

beijos!