DEZ ALUNAS DO NAVE PARTICIPAM DO TECHNOVATION CHALLENGE

Imagine uma escola onde ensinar o conteúdo caminha junto a produzir novos conhecimentos. ❤ Um lugar onde professores e estudantes se preparam juntos para um mundo cada vez mais digital e desafiador. Essa escola é o NAVE (Núcleo Avançado em Educação), um programa de Ensino Médio Integrado Profissionalizante desenvolvido pelo Oi Futuro em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do Rio de Janeiro e Pernambuco. Isso significa unir uma escola pública de ensino médio a cursos técnicos em tecnologias digitais. Cada curso técnico é desenvolvido em parceria com instituições especialistas em diferentes áreas de conhecimento, oferecendo cursos de Programação de Jogos Digitais e Roteiros para Mídias Digitais e Multimídia.

 

No dia 13 de maio, dez alunas do NAVE, programa de Educação do Oi Futuro, estarão em São Paulo participando do Technovation Challenge, maior competição internacional de tecnologia desenvolvida por meninas. Agrupadas em duas equipes, as jovens do NAVE vão defender seus dois projetos participantes, “Noiserped” (game que ajuda jovens que sofrem de depressão) e “Love Pills” (app criado para ajudar jovens em situação de crise de pânico) em sessões de pitching previstas para às 14h. Se os projetos forem aprovados, as meninas do NAVE seguem para a etapa final da competição, no Vale do Silício, onde vão concorrer com times de desenvolvedoras de diversos países.

O NAVE (Núcleo Avançado em Educação) forma jovens para as economias digital e criativa, com foco na produção de games, aplicativos e produtos audiovisuais. O programa, criado pelo Oi Futuro e desenvolvido em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do Rio de Janeiro e Pernambuco, oferece ensino médio integrado e profissionalizante. Além de obter formação técnica, os estudantes do NAVE são incentivados a desenvolver o espírito empreendedor e a estabelecer suas primeiras conexões profissionais, por meio de projetos e eventos de integração com o mercado de inovação.

A proposta do Technovation é estimular meninas de todo o mundo a usarem a tecnologia para desenvolver soluções para melhorar a vida das pessoas e a sociedade.  A competição reconhece os melhores projetos de aplicativos e empreendedorismo voltados para desafios reais das cidades e para a promoção do bem estar desenvolvidos por equipes de meninas entre 10 e 18 anos. As finalistas viajam para a Califórnia para apresentar seus aplicativos e planos de negócios para investidores na final mundial, e concorrem ao prêmio de U$ 10.000 dólares e suporte para finalizar e lançar o aplicativo no mercado.

 

Mais informações sobre os projetos das alunas do NAVE:

 

Equipe Girls on Power – Projeto: “Noiserped”
https://my.technovationchallenge.org/apps/noiserped-by-girls-on-power

Equipe JELLP Gang – Projeto: “Love  Pills”
https://my.technovationchallenge.org/apps/love-pills-by-jellp-gang#tab–team_submission_pitch_video

Social Good Brasil Lab 2017

O Social Good Brasil é um laboratório pioneiro no Brasil que apoia empreendedores a desenhar e validar ideias que usam tecnologias para impacto social.

O Lab possui 4 meses de duração, encontros presenciais e trocas de aprendizados através de um ambiente virtual. Os encontros presenciais acontecem na Grande Florianópolis, cidade destaque como polo tecnológico.

Se você tem uma ideia ou iniciativa em estágio inicial que contribui para um problema da sociedade e deseja participar de um ambiente que ajuda a dar ritmo e foco para sua ideia, então o Lab foi feito para você! Assista esse vídeo:

Saiba mais sobre este incrível Lab e não fique de fora! Clique aqui

Microsoft lança campanha Eu Posso Programar para Meninas

 

Ação busca incentivar meninas a entrarem no mundo da programação ensinando linguagem de códigos de maneira lúdica

A Microsoft Brasil está lançando a campanha Eu Posso Programar para Meninas, que começa a convocar pelas redes sociais, de hoje (13) até o dia 28 de abril, garotas que queiram aprender a linguagem de códigos de uma maneira lúdica e divertida, um pontapé inicial para quem deseja atuar no mercado de TI.

A iniciativa contará ainda com o apoio de ONGs parceiras que atuam nacionalmente em diferentes frentes: educação, cultura, tecnologia e esporte. Além de impulsionarem a divulgação do projeto, as ONGs ficarão responsáveis por organizar turmas de meninas para as aulas na plataforma virtual www.eupossoprogramar.com, criada pela Microsoft e parceiros.

As participantes vão entrar em contato com o conteúdo de nível básico que é oferecido no site, chamado de “Hora do Código”, parceria da Microsoft com a Code.org. Os exercícios desta edição do programa são feitos com a ambientação do conhecido jogo Minecraft – que explora a imaginação com o uso de blocos dinâmicos.  Dessa forma, o aprendizado é intuitivo e agradável para as jovens.

Após a conclusão das aulas, as garotas recebem um certificado validado pela organização Code.org e pela Microsoft. Cada uma das futuras programadoras poderá então postar nas redes sociais a imagem do certificado com a hashtag #Eupossoprogramar e desafiar quatro amigas a participar do curso.

“Um dos objetivos da campanha é proporcionar um conhecimento técnico para meninas e jovens mulheres, dando-lhes uma base para se tornarem desenvolvedoras de soluções aplicáveis em diferentes contextos, tanto de negócios quanto sociais”, afirma Alessandra Del Debbio, vice-presidente jurídica e de assuntos corporativos, da Microsoft Brasil.

Este ano a campanha conta com o apoio institucional de organizações parceiras como a Reprograma, que realiza uma formação especial para mulheres que têm interesse em dedicar-se à carreira de tecnologia. Também tem o apoio da Softex, entidade responsável pelo gerenciamento operacional do portal Brasil Mais TI que é um programa 100% nacional criado pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC e da Educação – MEC. A campanha conta novamente com o apoio do Programaê!, iniciativa liderada pela Fundação Lemann e pela Fundação Telefônica, que tem como missão levar formação para estudantes de todo o país.

#EuPossoProgramar é parte da transformação digital que a Microsoft impulsiona no Brasil e no mundo, onde a Ciência da Computação é colocada como a base essencial para a geração de conhecimentos e competências digitais nos jovens. A empresa assume um compromisso de colaborar para que os alunos tenham acesso à aprendizagem e lógica de computação, especialmente em comunidades desfavorecidas, onde por meio de parcerias com educadores e escolas consegue alcançar a população.

 

Serviço
O que: Campanha #Eupossoprogramar para meninas
Quando: De 13 de março a 28 de abril
Como: Acessar www.eupossoprogramar.com

 

Sobre a Microsoft Brasil

A Microsoft está no Brasil há 26 anos e é uma das 110 subsidiárias da Microsoft Corporation, fundada em 1975. Líder em plataforma e produtividade para um mundo “mobile-first, cloud-first”, a companhia tem como missão empoderar cada pessoa e cada organização no planeta a conquistar mais. Nos últimos 12 anos, a empresa investiu mais de R$ 239 milhões em projetos sociais, levando tecnologia a escolas, universidades, ONGs e comunidades carentes do país, beneficiando mais de 13 milhões de jovens brasileiros.